facebooktwitterlinkedinyoutuberss
Publicidade
:: Home :: Logística de Exportações e Importações
Logística de Exportações e Importações

Informações
Programa
Perfil das Empresas
Regulamento
Inscrições
FAQ


OBJETIVOS


Analisar e discutir aspectos da racionalização da logística das exportações e importações na perspectiva porta a porta, em termos de custos e tempos de trânsito de mercadorias, com atenção especial aos fluxos de carga geral e contêineres "porta a porto ou aeroporto de embarque", na exportação, e "porto ou aeroporto de desembarque a porta" na importação

TÓPICOS PRINCIPAIS


Panorama geral da logística de exportações e importações por via aérea, marítima e terrestre
Indicadores de competitividade de sistemas logísticos elaborados pelo Banco Mundial;
Arrendamentos de instalações e equipamentos, acesso a tecnologia de ponta, participação de operadores e investidores estrangeiros em empreendimentos logísticos no País;
Carência de investimentos em infraestrutura de logística e a importância de instrumentos e tecnologia para ganhos de produtividade dos ativos existentes;
Principais mercados do intercâmbio comercial brasileiro e a participação dos Aeroportos de Guarulhos e Viracopos, bem como do Porto de Santos nos fluxos de exportação e importação, com destaque para carga geral e contêineres.

- Aspectos básicos a serem observados na logística por via marítima porta a porto na exportação e porto a porta na importação;
Capacidade de escoamento de cargas;
Modais de transporte: rodoviário, ferroviário, fluvial e lacustre;
Terminais no interior: alfandegados e não-alfandegados;
Transporte multimodal - aspectos relacionados ao conhecimento de transporte e aos limites de responsabilidade de prestadores de serviços, bem como aos pagamentos a eles e à mitigação de riscos com a contratação de seguros.
Exemplo: Eurogate.

Logística de exportações porta a porto de embarque, com o uso de instalações intermediárias, tais como terminais retroportuários e REDEX. Sincronia com as operações de carregamento de navios e da pré-estivagem de contêineres em terminais molhados

Fluxo logístico entre instalações e atores intervenientes;
Operações em Porto Seco vs. Redex;
Aspectos de conferência e desembaraço aduaneiro;
Condições de incidência do PIS e do COFINS;
Aspectos legais e normativos.

Logística de importações porto de desembarque a porta, destacando-se as opções de despacho de contêineres em terminal molhado, terminal retroportuário alfandegado, ao amparo de DTE, e porto seco, ao amparo de DTA
Operações portuárias;
Custos e tempos de transferência entre as instalações;
Modais rodoviário e ferroviário;
Remoção para Porto Seco. Custos da DTA multimodal
Aspectos legais e normativos.

-Aspectos de custos e de tempos de trânsito de mercadorias nessas operações. Considerações sobre as realizadas em contêineres FCL e LCL.
Operações com Non-vessel Operator Common Carriers - NVOCCs;
Operações com a interveniência de Armadores;
Aspectos de custos logísticos em função dos Incoterms


Apresentação e discussão de casos com indicações de custos e tempos de trânsito de mercadorias.

Impactos do desbalanceamento dos fluxos de contêineres cheios de comércio internacional (embarcados vs desembarcados) e da diminuição do calado de embarcações nos fretes marítimos de contêineres de exportação. Avaliação de caso prático.

 

INSCREVA-SE:



Local: Associação Comercial de São Paulo - Rua Boa Vista, 51 - 11º andar

Valor: R$ 250,00 - Associados e R$ 330,00 - Não-associados

Datas: 26/04/2018

Contato: llima@acsp.com.br / (11) 3180-3500


Calendário de eventos
Setembro
  • 27
    Annapoorna Mundo de...
    Fornecimento e alimentos básicos, alimentos finos e...